Recurso de reconhecimento facial será lançado no Uber

Sempre um passo a frente de nós, após perceberem uma grande quantidade de fraudes no aplicativo, chineses desenvolvem uma série de recursos de segurança paro o Uber.

Segundo a empresa responsável pela nova ferramenta, muitos motoristas alteravam suas localizações, seus trajetos e também simulavam passeios para ganhar mais dinheiro com “passeios fantasma”.

A fim de diminuir as adulterações, a empresa apresentou, na última quinta-feira, um novo recurso de reconhecimento facial, que consegue identificar se o motorista que está dirigindo é mesmo quem ele diz que é. Além disso, os clientes também vão poder confirmar a identidade do condutor.

Com verificações periódicas para a confirmação da identidade no aplicativo, o reconhecimento facial será utilizado pelos motoristas quando eles fizerem seus registros e cadastros na plataforma digital.

uber-china

A nova ferramenta não irá mudar muito o uso e o manejo dos consumidores no aplicativo. O maior diferencial será a possibilidade de o usuário saber a identidade do motorista que ele estará contratando. Isso pode ajudar aos condutores a fidelizarem ainda mais clientes.

Esta nova funcionalidade é uma cortesia de um recente acordo feito pelo Uber com uma empresa startup de reconhecimento facial chinesa, a Face ++. A ferramenta, atualmente, está disponível na versão beta, que ainda está em desenvolvimento, e fará parte do aplicativo de motoristas no próximo mês, na China.

A empresa também é a responsável por desenvolver uma série de localizações únicas na Ásia ao longo dos últimos meses, para o UberMOTO, que é um serviço de passeios de motocicleta lançado no Sul e Sudeste da Ásia.

Parceira de outros gigantes chineses como Alibaba, a empresa Face ++, que tem sede em Pequim, tornou-se uma das startups de reconhecimento facial mais procuradas da China. Jack Ma, fundador da Alibaba Group , usou essa ferramenta em uma conferência de tecnologia na Alemanha.

images