Ello é a nova rede social que quer rivalizar com o Facebook

Mais uma rede social chegou no pedaço, e essa promete logo de cara rivalizar com o gigante das redes sociais. Quem já cadastrou o e-mail para receber o convite de acesso do Ello, a nova rede social que se descreve como simples, bonito e sem publicidade criada por um pequeno grupo de artistas e designers, leu o seguinte manifesto:

Sua rede social é detida pelos anunciantes.

Cada post que você compartilhar, cada amigo que você faz e todos os links que você segue é rastreado, gravado e convertido em dados. Anunciantes compram seus dados para lhe mostrar mais anúncios. Você é o produto que está comprado e vendido.

Acreditamos que há um caminho melhor. Nós acreditamos no audacidade. Acreditamos na beleza, simplicidade e transparência. Acreditamos que as pessoas que fazem as coisas e as pessoas que os usam devem estar em parceria.

Acreditamos que uma rede social pode ser uma ferramenta para a capacitação. Não é uma ferramenta para enganar, coagir e manipular — mas um lugar para se conectar, criar e celebrar a vida.

Você não é um produto.

ELLO

Ello foi originalmente construído por um grupo de sete artistas e programadores, como uma rede social privada. Segundo a equipe de desenvolvimento, ao longo do tempo muitas pessoas começaram a se interessar pela rede social, até que os servidores já não eram o suficiente. Eles construíram uma versão pública que agora poderá ser acessada pelos internautas em geral.

Ello Zuti Screenshot

Como descreveu o The Next Web, isso tudo por soar como uma espécie de comunidade hippie na internet, mas quando você está cansado dos anúncios e do estranho algoritmo do Facebook, uma rede social sem publicidade e executada apenas por artistas pode parecer sim uma ideia fantástica.

A empresa também afirma que não vai vender dados sobre você a terceiros e chama a coleta e venda dos seus dados, de “assustadora”.