Dropbox adquire startup Droptalk

Droptalk Zuti

O Dropbox, um dos serviços de armazenamento na nuvem mais populares do mercado, adquiriu a empresa Droptalk, com a intenção de se aventurar no mundo das mensagens instantâneas e competir contra os principais rivais: WhatsApp, Telegram, Line, entre outros.

Enquanto o app está em uma fase inicial de desenvolvimento e, no momento, não está disponível ao público, Droptalk permite a integração entre os usuários do serviço, que pode funcionar a partir de vários dispositivos como tablets e celulares, todos conectados à nuvem.

Suas principais funções incluem o envio de links privados e o uso de pastas compartilhadas em uma interface de mensagens usando uma extensão do navegador Google Chrome. O serviço também funciona para o iOS da Apple e plataformas Android da Google.

Droptalk foi desenvolvido por um grupo de antigos engenheiros do LinkedIn e Facebook para melhorar a comunicação no trabalho, tornando-se uma alternativa para o serviço de correio tradicional.

O que fez a empresa ficar atraente para o Dropbox (além do nome) foi que além de seus recursos de compartilhamento web, a ferramenta também se mantém integrado com seu armazenamento em nuvem, portanto você poderia ver durante uma conversa quem estava atualizando quais arquivos ou adicionar arquivos para uma pasta compartilhada. Combinado com uma interface de mensagens e planos para assumir mensagens móveis com um componente de armazenamento de nuvem, é fácil ver por que o Droptalk pareceu interessante.

Os termos do acordo não foram revelados por qualquer das partes, e nem o preço pela sua compra.

O Dropbox tem mostrado constante interesse em empresas de desenvolvimento de ferramentas para comunicações relacionadas com o trabalho. Por exemplo, no início deste ano, adquiriu a Zulip, outra empresa pré-lançada, que desenvolve uma solução de bate-papo do local de trabalho. Como Droptalk, Zulip também permitiu que funcionários se comunicassem fora do e-mail e aproveitado o armazenamento on-line dos usuários.